O Maior Site de Notícias de Piripiri!
PUBLICIDADE
botao--7759.jpg
botao--3114.gif
botao--5812.gif
botao--963.gif
botao--4079.jpg
botao--7239.jpg
botao--727.jpg
botao--858.gif
botao--6252.gif
botao--8157.gif
botao--5125.gif
botao--981.jpg
botao--4102.gif
botao--6598.png
botao--8908.jpg
botao--5607.jpg
botao--9287.jpg
botao--6770.jpg
botao--9878.jpg
botao--7813.gif
botao-Raphael-Assuncao-1046.jpg
botao--7694.jpg
botao--6833.jpg
botao--1259.gif
botao--3358.png
botao--5110.gif
botao--5090.gif
botao--9382.jpg



Caminhão com produtos da Natura tomba em Picos; população saqueia carga e vende nas redes sociais



16/01/2018

A história voltou a se repetir. Mais um veículo de carga caiu no abismo localizado as margens da BR 316, na altura do Povoado Fátima do Piauí. O acidente aconteceu nessa segunda-feira (15).

O caminhão que transportava sabonetes da famosa marca de cosmético, Natura, havia saído de Belém, no Pará, com destino a Recife, no Pernambuco. O tombamento aconteceu na perigosa curva do Km 296. No momento do acidente duas pessoas estavam no veículo que ficou com a cabine achatada.

“O motorista ficou gravemente ferido fraturou a clavícula e estava com o rosto todo ensanguentado por conta dos estilhaços do vidro que estourou. Ele foi levado pelo SAMU para o Hospital Regional. O ajudante não se feriu”, informou o Policial Rodoviário Federal, Jorge Madeira.

E assim como ocorre na maioria dos tombamentos de veículos de carga na ladeira de Fátima do Piauí, mais uma vez populares promoveram um saque. Centenas de caixas sabonetes foram levadas do local em “sacos de estopa” e até veículos. Já tem inclusive quem queira faturar em cima dos produtos saqueados.

Nas redes sociais algumas pessoas estão oferecendo os produtos pela metade do preço. “Atenção turma do grupo eu tenho bastante sabonetes da Natura para vender a R$ 1,50 [um real e cinquenta centavos] a unidade. Um caminhão da Natura virou em Fátima do Piauí e aproveitei e fui pegar”, compartilhou um membro de uma grupo do WhatsApp.

Segundo o Policial Rodoviário Federal Jorge Madeira, após o início do saque a seguradora autorizou que os populares pegassem a carga que ficou espalhada no local. No entanto, ele lamentou o fato de a população permanecer com essa prática. “Chegam a ficar esperando a carga tombar para tentar tirar algum proveito”, concluiu.

Populares se misturam aos produtos espalhados pelo chão após caminhão tombar

Fonte: Portal O Povo






1 2 3 4 5 6 7 8 9 10