O Maior Site de Notícias de Piripiri!
PUBLICIDADE
botao--9784.gif
botao--1794.gif
botao--858.gif
botao--6252.gif
botao--5125.gif
botao--981.jpg
botao--3424.gif
botao--4102.gif
botao--4096.jpg
botao--4181.gif
botao--9287.jpg
botao--6770.jpg
botao--9878.jpg
botao--7813.gif
botao-Raphael-Assuncao-1046.jpg
botao--3147.gif
botao--7347.jpg
botao--6833.jpg
botao--1259.gif
botao--5090.gif
botao--7144.gif
botao--5110.gif
botao--9382.jpg



livre

EXCLUSIVO: Piripiriense é libertado após 10 dias preso e desabafa. VÍDEO

Natanael foi recebido com foguetes, bolo e balões por familiares, amigos e vizinhos. No dia de seu aniversário, estava preso



09/06/2017

Natanael dos Santos, de 26 anos, foi colocado em liberdade nesta sexta-feira (9). Ele estava preso na Penitenciária Regional de Esperantina, após ter sido preso dia 29 de Maio, em casa, acusado de abuso sexual de meninas. A justiça concedeu liberdade provisória. Com festa, o podador de árvores foi recebido com festa, com foguetes, bolo e balões por familiares, amigos e vizinhos, que acreditam na sua inocência. Dia 1º foi seu aniversário e estava preso.


Natan com sua mãe



"Me sinto aliviado. Espero que nunca mais isso aconteça na minha vida. Jamais eu ia forçar alguém a fazer algo que não queira fazer. Sobre as pessoas que me colocaram lá, que Deus toque no coração dessas pessoas, que isso não se faz nem com animal. Sempre tive gente que gostou de mim e que acreditou na minha inocência", disse.

A mãe, Maria de Fátima, emocionada, disse que foram dias sem dormir. "Hoje vou dormir tranquila. Foi uma acusação injusta. O que ele faz muito é trabalhar para colocar comida em casa", disse ao PiripiriReporter.com.

Na decisão, no alvará de soltura, o juiz disse que a prisão cumpriu seu propósito e ressaltou a dúvida com relação aos indícios de autoria do delito. Veja abaixo:


O juiz observou que benefício da liberdade está condicionado a Natanael comparecer a todos os atos do processo, sempre que intimado, entre outras obrigações



ENTENDA: Um homem havia atacado meninas nas proximidades da Escola Municipal Omar Resende, no bairro Floresta. Na delegacia, uma das meninas atacadas afirmou que era Natanael. Dia 2, a família e amigos realizaram um protesto na frente da delegacia, contra a prisão do podador de arvores, com cartazes e afirmando que ele é inocente. A família e amigos defenderam o caráter de Natanael, que ele jamais seria capaz e argumentaram também que a pessoa que cometeu o crime, segundo testemunhas, estava em uma pop e Natanael não sabe pilotar.





1 2 3 4 5 6 7 8 9 10