O Maior Site de Notícias de Piripiri!
alt-bbe36a1784.jpg tecnologia

cleber ara?jo - 9 99229431 cleberaraujoverdao@gmail.com

PUBLICIDADE
botao--2823.gif
botao--3528.png
botao--1685.gif
botao--963.gif
botao--858.gif
botao--6252.gif
botao--8157.gif
botao--5125.gif
botao--981.jpg
botao--4102.gif
botao--4405.jpg
botao--8908.jpg
botao--9287.jpg
botao--6770.jpg
botao--9878.jpg
botao--7813.gif
botao-Raphael-Assuncao-1046.jpg
botao--7694.jpg
botao--7347.jpg
botao--6833.jpg
botao--1259.gif
botao--5090.gif
botao--7144.gif
botao--5110.gif
botao--9382.jpg




Apple lança os iPhones 8, 8 Plus e X. Confira:



13/09/2007

Após meses de espera, a Apple anunciou ontem (12) seu novo portfólio de smartphones. Começando pela dupla iPhone 8 e iPhone 8 Plus, sucessores do iPhone 7 do ano passado. Os celulares usam o novo processador da Apple, o A11 Bionic e são compatíveis com carregadores sem fio.

O design é quase idêntico ao do iPhone 7 e 7 Plus, só que com um um painel de vidro na traseira no lugar do corpo de alumínio encontrado em iPhones anteriores. A câmera também ganhou novidades, como um foco automático ainda mais rápido e a câmera com dois sensores de 12 megapixels atualizados no modelo Plus. Além disso, os celulares agora vêm com um modo Retrato Lighting, que permite modificar o plano de fundo de uma foto e mexer na iluminação da imagem. O iPhone 8 e o iPhone 8 Plus começam a ser vendidos em 22 de setembro, custando a partir de 700 dólares.

Em seguida, a empresa anunciou o iPhone 10 [se escreve X, mas se diz 10, número romano], edição em comemoração aos 10 anos do primeiro iPhone. O modelo vem com uma tela de 5-vírgula-8 polegadas AMOLED, que a Apple chama de Super Retina. O display cobre quase toda a parte frontal do celular, eliminando o botão Home e desenhando toda a navegação do sistema a partir de gestos.

A novidade é que o Touch ID, sensor de impressões digitais presente desde o iPhone 5s, foi substituído pelo Face ID, um scanner facial de três dimensões. Segundo a Apple, basta olhar para a tela do iPhone 10 para desbloquear o celular. A empresa também diz que o sistema é seguro o bastante para não ser enganado por fotos ou máscaras.

O mesmo scanner facial permitiu a criação dos Animojis, versões animadas dos emojis. Com o iPhone 10, é possível criar suas próprias animações com emojis do aplicativo de mensagens, graças ao scanner facial. Tudo isso não vai sair barato: o modelo mais básico do aparelho custa Mil dólares, com 64 gigabytes de memória interna. O iPhone 10 começa a ser vendido nos Estados Unidos em novembro.

Fonte: Olhar Digital.

PUBLICIDADE
bombocado.gif





Você sabia que hoje é o Dia do Programador?



13/09/2007

Por trás de todo site ou software belíssimo, existe um programador que perdeu noites de sono para conseguir fazer com que aquele sistema estivesse sendo executado perfeitamente. E por causa dessas noites mal dormidas e dos grandes feitos realizados, não seria justo que os desenvolvedores tivessem uma data especial só para eles? Pois essa data existe e é reconhecida internacionalmente.
Isso mesmo, a data é oficial em diversos países do mundo — na Rússia, por exemplo, trata-se de um feriado profissional decretado pelo presidente Dmitry Medvedev em 2009. E ele vem sendo lembrado em todo o mundo desde então, sendo que em 2017 ele é comemorado hoje, no dia 13 de setembro. Ano passado por exemplo, foi comemorado no dia 12 de setembro.
Quer saber por quê? O Dia do Programador será sempre no 256º dia do ano, pois "256" é o número de valores que podem ser representados em um byte de 8 bits.

Mais Fotos Foto-





Alunos do curso de Ciência da Computação de Piripiri ganham medalha de prata na fase regional da Maratona de Programação

Alunos ficaram em 2º lugar na fase regional



11/09/2007

No último sábado dia (09) os alunos Francisco Junior, Felipe Miranda, Domingos Bruno, Nator Júnior, Renato Nascimento e Cássio estudantes do curso de Ciência da Computação da UESPI de Piripiri foram até a cidade de Parnaíba, no litoral do estado para a competição mais aguardada por programadores do Brasil, a Maratona de Programação.
A maratona se destina a alunos de cursos de graduação e pós-graduação na área de Computação e afins. A competição promove nos estudantes a criatividade, a capacidade de trabalho em equipe, a busca de novas soluções de software e a habilidade de resolver problemas sob pressão.
No Piauí foram 27 times, envolvendo 108 alunos, distribuídos em três sedes: Parnaíba, Teresina e Picos. A UESPI de Piripiri estava representada por dois times (Mandacaru, Cativantes).
Ao todo, foram 5 horas de competição e 13 problemas a serem resolvidos. A equipe Mandacaru formada pelos alunos: Nator, Renato e Cássio conseguiu medalha de prata na etapa regional em sede na cidade de Parnaíba.
O Professor Aratã Saraiva que acompanhou a equipe destaca a ótima colocação dos alunos da cidade de Piripiri: “É importante ver o empenho dos alunos de Piripiri. Mesmo com pouco investimento, vêm conseguindo destaque entre alunos de Computação do estado”.
Para a etapa nacional apenas a primeira da sede de Parnaíba e Teresina se classificaram para representar o Piauí na cidade de Foz do Iguaçu, nos dias 10 e 11 de novembro.

Informações: Ascom, adaptação Piripiri repórter.






III SEMANA DE INFORMÁTICA

III Semana de Informática de Pedro II foi realizada com sucesso!



29/08/2007

Aconteceu nos dias 23, 24 e 25 de agosto a III Semana de Informática do CEEP – Angelina Mendes Braga, trazendo como tema “Automatizando ideias”, que se originou da ideia de realizar uma feira que pudesse exemplificar os conhecimentos teóricos adquiridos em sala de aula em projeto práticos utilizando uma plataforma de prototipagem muito usada na atualidade.
O evento ainda contou com dois dias de atividades envolvendo palestras, workshops e apresentação de trabalhos acadêmicos com Arduíno, o mesmo equipamento utilizado pelos alunos na I Feira de Robótica e Automação que aconteceu no encerramento da III Semana de Informática. A feira expôs projetos de automação e robótica desenvolvidos pelos próprios alunos do 3º ano de informática do CEEP. Foi o primeiro evento deste caráter na cidade de Pedro II.
Mayke Monteiro, Coordenador do Eixo Informação e Comunicação comentou a importância deste evento: “É de relevante importância à integração do conhecimento teórico com a aplicação prática dos conceitos específicos trabalhados em sala de aula, pois a prática é um elemento fundamental na fixação do aprendizado dos educandos. Portanto, faz-se necessário apresentar algumas ferramentas tecnológicas mais utilizadas na atualidade, desta forma incentivar os alunos a desenvolver aplicações práticas na área de tecnologia da informação, e assim, atrair o interesse dos estudantes para a busca do conhecimento científico.” .
O Diretor do CEEP, Prof. Háluson Marques exaltou a grandiosidade deste evento para o centro de ensino: “A grandiosidade desse evento é importante para estimular alunos e professores do CEEP Angelina Mendes Braga a se inserir no campo de trabalho que mais vem crescendo em todo o mundo e principalmente para enfatizar que mesmo sendo um tema muito comum em nosso meio, ainda temos muito a descobrir”.
Os alunos do CEEP tiveram a oportunidade de prestigiar um evento deste porte,, a aluna Rayane Leite, do 3º ano de Informática comentou sobre este projeto: “A III Semana de Informática forneceu um crescimento não só intelectual, mas também pessoal para mim e meus colegas. Vejo-me repleta de gratidão por ver que tudo saiu como o planejado, e que não desapontamos nossos inscritos e a coordenação geral da escola. O CEEP-Professora Angelina Braga exalta seu nome a cada evento concluído, me sinto honrada por fazer parte dessa equipe, e ver que contribui para o êxito da III semana de informática e primeira feira de autorização a robótica que Pedro ll já viu, agradeço a ao nosso coordenador Mayke Monteiro e a todos que ajudaram e prestigiaram o evento”.
O principal objetivo do evento é motivar alunos do Ensino Médio Técnico a seguirem a carreira nas áreas de Tecnologia da Informação e Informática.








III semana de informática em Pedro II - PI



15/08/2007

Estão abertas as inscrições para a III Semana de Informática do CEEP Angelina Mendes Braga, em Pedro II.
III semana de Informática contará com palestras, workshop, apresentações de trabalhos acadêmicos, feira de robótica e automação, além da feira de física.
No evento haverá ainda:
- Sorteio de Brindes;
- Material Didático;
- Inovações Tecnológicas.

Faça agora mesmo a sua inscrição por apenas R$ 30,00, lembrando que as VAGAS SÃO LIMITADAS.

Maiores informações: (86) 99458-4461.






Alunos de Ciência da Computação realizam cabeamento de fibra ótica no campus da UESPI de Piripiri, em projeto de extensão



16/05/2007

Os alunos do curso de Ciência da Computação, do Campus Prof. Antônio Giovane A. de Sousa vêm trabalhando forte com o auxílio do coordenador do centro de TI, José Vigno, buscando inovações e melhorias para o campus.
Desta vez, alunos de níveis avançados e ainda ingressantes no curso realizaram a passagem de fibra ótica do NPD (Núcleo de Processamento de Dados) até o novo laboratório do curso de computação. Garantindo assim internet de alta velocidade, e bem mais barata, quando comparados custo-benefício com a fiação comum.
Segundo José Vigno, diretor do polo de TI: “A intenção é substituir toda a rede de cabos comuns por fibra ótica. Buscando sempre a melhoria da conectividade nos diversos setores do campus Piripiri, que sempre foi um problema, mas que vem sendo solucionado desde a criação do NPD em 2015. Esse processo de transição está sendo possível graças aos nossos alunos, que até pouco tempo não conheciam a tecnologia, hoje, graças ao nosso auxílio, conseguiram executar este primeiro passo em menos de 24 horas, passando da teoria do curso para a prática do dia a dia.”
Após o fim desta primeira etapa, o próximo passo é adquirir junto à administração superior da UESPI, materiais para trabalhar com fibra ótica, visando continuar os treinamentos e levar os alunos de Piripiri para “cabear” também em outros campus e setores do estado.

Mais Fotos Foto- Foto- Foto-





Cientistas criam útero artificial e têm sucesso em desenvolver bebê ovelha



26/04/2007

O mundo está um passo mais perto de trazer à realidade o conceito do útero artificial, capaz de gestar um ser vivo em um espaço que não esteja dentro de um organismo vivo. O avanço foi observado com o anúncio de um experimento bem-sucedido descrito na revista Nature Communications que contou com a gestação de oito cordeiros, que passaram quatro semanas se desenvolvendo dentro de uma bolsa plástica, fora do útero de suas mães.

Ao longo do período, seus cérebros e seus pulmões se desenvolveram, os olhos abriram e eles começaram a se mexer. Os cordeiros receberam sua primeira pelagem, abriram seus olhos e aprenderam a engolir no período em que passaram na Biobag, como chama a equipe de cientistas responsável pelo estudo. Ao final do processo, os testes mostraram que os filhotes se desenvolveram normalmente em comparação com uma gestação convencional. A maioria dos cordeiros passaram por eutanásia para terem seus órgãos examinados, mas um deles, que já estava desenvolvido o bastante para respirar sozinho, continua vivo e já tem um ano de idade sem apresentar problemas.

O pensamento de um útero artificial externo não ligado ao corpo da mãe certamente leva a imaginação para cenários de ficção científica similar ao visto em Matrix. No entanto, Alan Flake, autor do estudo e cirurgião fetal no Hospital Infantil da Filadélfia não acredita totalmente nessa possibilidade que elimine a mulher da gestação de um feto; a técnica está sendo desenvolvida como uma forma de dar a bebês prematuros um ambiente mais propício para que eles tenham uma formação mais natural e saudável.

“É totalmente ficção científica imaginar que você pode pegar um embrião, superar o processo de inicial de desenvolvimento e colocá-lo na nossa máquina sem que a mãe seja um elemento crítico”, afirma Flake. Ou seja: até seria possível desenvolver um feto neste ambiente, mas ele precisaria estar em um estágio avançado, e a máquina só pode ser responsável pela conclusão do processo.

No experimento com filhotes de ovelha, os fetos foram retirados dos úteros das mães por meio de cesárea e cada um foi colocado dentro de seu Biobag. Os cordeiros eram mantidos em uma solução com propriedades similares à do fluido amniótico na placenta da mãe, e seu cordão umbilical era ligado a uma máquina externa que para fazer o sangue fluir pelo coração para expelir gás carbônico e receber oxigênio, enquanto equipamentos eletrônicos faziam a medição de seus sinais vitais.

O salto para desenvolver fetos humanos em uma bolsa plástica é mais difícil, no entanto. Humanos não são ovelhas, e, principalmente, têm cérebros que se desenvolvem em ritmos bastante diferentes. Então vai demorar um pouco para aplicar a técnica para tentar salvar bebês prematuros, mas Flake diz que espera que os primeiros testes com humanos possam acontecer dentro de três anos.


FONTE: OLHAR DIGITAL.






Aluno da UESPI de Piripiri desenvolve projeto que poderá reduzir os gastos de energia elétrica

Depois do Smartphone, Smart TV, que tal a SmarTomada?



14/11/2007
SmarTomada SmarTomada

Você já teve a curiosidade em saber qual aparelho está consumindo mais energia na sua casa? E se fosse possível saber o que cada tomada está consumindo de energia? Já pensou quanto você poderia economizar mensalmente ou anualmente se você tivesse esse controle?.

Agora é possível, ao menos está em fase de testes, graças ao grupo de Pesquisas do Curso de Ciência da Computação da UESPI de Piripiri. O aluno Mayke Raimundo Monteiro de Macêdo estudante do VIII semestre do Curso de Ciência da Computação de Piripiri desenvolveu um projeto chamado “SmarTomada”.

O projeto funciona da seguinte forma: Tem-se uma aplicação de hardware e software utilizando microcontroladores e sensores capazes de extrair dados da rede elétrica, favorecendo o usuário a possuir um monitoramento e controle das tomadas através de uma aplicação WEB, que exibe as informações da rede elétrica, tal como seu funcionamento e gasto.

Desta maneira, será possível perceber desperdícios de energia e identificar quais tomadas residenciais são responsáveis pelo maior gasto. O usuário poderá ligar e desligar a energia da tomada que preferir através de uma conexão via Wirelles (Wi-Fi) garantindo comodidade, mobilidade e consequentemente redução de gastos.

A expectativa do acadêmico Mayke é de implantar este trabalho não só em residências, mas também em empresas e instituições, por exemplo, o monitorando dos climatizadores do Campus da UESPI de Piripiri-PI, verificando a presença humana através de sensores e desligando a corrente elétrica da tomada, caso não tenha movimentação de pessoas em um determinado limite de tempo, além claro de exibir os gráficos de energia para os vigias da instituição.

O curso de Bacharelado em Ciência da Computação busca sempre inovar em pesquisas visando o bem estar da comunidade. Atualmente, sob a orientação de professores de Piripiri, estudantes realizam pesquisas também nas áreas de desenvolvimento de software, inteligência artificial, processamento paralelo e redes.

Veja a demonstração no vídeo abaixo:






Aluno do Curso de Ciência da Computação da UESPI de Piripiri cria DRONE de monitoramento para pesquisas



21/06/2015
Claúdio Mendonça Claúdio Mendonça

Cláudio Mendonça estudante do VII bloco do Curso de Ciência da Computação aplicando seus conhecimentos em robótica e automação desenvolveu um DRONE para monitoramento, sensoriamento e processamento de imagens.
O intuito do projeto é acelerar pesquisas na área de processamento de imagens para a agronomia, bem como o estudo a respeito de veículos aéreos não tripulados (VANTs), já que o protótipo inicial foi desenvolvido para ter a capacidade de voar autonomamente, sem a necessidade de um piloto.
O curso de Ciência da Computação da UESPI de Piripiri atualmente, sob a orientação de professores de Piripiri e Teresina, realiza pesquisas também nas áreas de desenvolvimento de software, inteligência artificial, processamento paralelo, smart grids e redes.

Assista ao vídeo:

Mais Fotos Foto- Foto-





Curso de Linux grátis com certificado

Curso de 30 horas será realizado em Piripiri



03/06/2007

Linux é o nome utilizado para se referir aos sistemas operacionais livres que utilizam o "núcleo Linux". Tal núcleo foi desenvolvido pelo programador Linus Torvalds, inspirado no sistema Minix, um pequeno sistema UNIX.

O Linux é um software livre, ou seja, o seu código fonte está disponível sob a licença GPL ("Licença Pública Geral") para que qualquer pessoa possa modificá-lo, estudá-lo, utilizá-lo ou distribuí-lo, livremente, desde que de acordo com os termos da licença.

Com este curso grátis de Linux Básico, o aluno aprenderá:

* O que é software livre e suas vantagens;
* As distribuições mais populares do Linux;
* Principais comandos e funções;
* e mais.

O Curso será ministrado de forma gratuita no Campus da UESPI de Piripiri, por alunos do VIII bloco do Curso de Ciência da Computação.

Participe, não perca esta oportunidade!






Curso de Lógica de Programação em C, será realizado em Piripiri



31/03/2015

A Universidade Estadual do Piauí, Campus Piripiri, abre inscrições para o Curso de Programação em Linguagem C. A carga horária do Curso é de 40 horas, e será ministrado por alunos do VIII bloco do Curso de bacharelado em Ciência da Computação. INSCRIÇÃO E CURSO GRATUITO!

Informações: (86) 999 22-9431 / (86) 999 83-4159.






Fãs de MMA poderão se sentir dentro da luta com realidade virtual



25/02/2015
(Foto: Divulgação) (Foto: Divulgação)

A experiência imersiva da realidade virtual parece ter sido feita sob medida para os esportes. Nos últimos meses, a Associação Nacional de Basquete até a Liga Nacional de Hóquei, ambas norte-americanas, têm transmitido jogos em RV com o objetivo de trazer mais verossimilhança e emoção para seus eventos ao vivo.

Agora é a vez dos fãs de lutas sentirem que estão dentro do octógono com os atletas. O Bellator MMA anunciou que irá usar a tecnologia para que os expectadores vejam os momentos pré-luta, treinamentos e os confrontos de perto.

Usando câmeras GoPro, os produtores conseguiram seguir os lutadores antes, durante e depois das lutas. A ideia é levar os espectadores para o mundo dos atletas e que eles experimentem momentos privados, quando recebem orientações para os combates e ficam com a família e amigos. Em seguida, as imagens serão transformadas em clipes e compartilhados nas redes sociais.

A tecnologia VR tem muito potencial para o mundo dos games, mas a grande questão é se ela poderá transformar o entretenimento de uma forma mais ampla. No caso das ligas esportivas, essa é uma maneira de renovar a lealdade dos fãs e conseguir audiência com um público cada vez mais jovem.

A realidade virtual está sendo discutida há pelo menos 30 anos, mas só agora a tecnologia de chips, sensores e softwares está avançada o suficiente para comercializar. Diversas empresas, como Sony, Facebook e HTC, já anunciaram que estão se preparando para lançar no mercado óculos de realidade virtual. A Sony já está com um modelo no mercado e o Google tem uma versão rudimentar feita de papelão.

No entanto, a indústria ainda precisa resolver alguns problemas para convencer o público a utilizar a VR. Os dispositivos que chegam ao mercado este ano ainda são volumosos e desconfortáveis.

"Experiências ao vivo tendem a ser longas", explica Jens Christensen, que dirige a Jaunt, uma startup de realidade virtual com financiamento da Disney e Google. "As pessoas hoje realmente querem usar fones de ouvido durante três horas? Nós achamos que eles usam de cinco a 10 minutos".

Como muitas pessoas têm gostado da experiência com a realidade virtual, não é impossível imaginar um futuro em que os espectadores usem os óculos de VR e um colete com sensores para sentir os golpes das lutas.


FONTE: Bloomberg






Apple trabalha para deixar o iPhone ainda mais difícil de ser hackeado



25/02/2016
iPhone 6s (Foto: Divulgação/Apple) iPhone 6s (Foto: Divulgação/Apple)

Em meio a um processo judicial contra o FBI pelo direito de não hackear um iPhone, a Apple está trabalhando para tornar o iOS ainda mais seguro, o que faria disputas como esta serem inúteis.

O caso contra o FBI envolve uma brecha de segurança na arquitetura do iOS. Embora o sistema possua recursos que impedem técnicas de obtenção de senha por força bruta, ele permite que os usuários instalem atualizações sem precisar desbloquear o aparelho - o que facilita o trabalho das assistências técnicas.

É essa brecha que o FBI quer explorar. Os investigadores foram à Justiça para tentar obrigar a Apple a criar uma atualização que desbloqueie o iPhone 5c usado pelo casal que matou 14 pessoas num ataque em San Bernardino, no começo de dezembro.

Fontes do New York Times afirmam que a Apple já vinha trabalhando numa solução para o problema semanas antes de a briga contra o FBI tomar as proporções atuais. O especialista em segurança Jonathan Zdziarski disse ao jornal que apenas sua equipe mandou “provavelmente 50 ideias diferentes” à companhia sobre como consertar a brecha

Entretanto, quando o caso se tornou público o mercado passou a questionar por que a Apple permite que o software que é o coração do iPhone possua tamanha abertura. Isso deve ser mudado em breve, independentemente de como terminar a disputa contra o FBI.

FONTE: OLHAR DIGITAL.






Microsoft encerrou hoje o suporte ao Windows 8



12/01/2016

Se você ainda está no Windows 8, é um bom momento para abandoná-lo de vez. O suporte para o sistema operacional se encerrou nesta terça-feira, 12, quando o sistema deixou de receber atualizações e se tornou inseguro, já que possíveis brechas não serão mais vedadas pela Microsoft.

Assim, é uma boa ideia realizar a atualização para o Windows 8.1, que pode ser feita gratuitamente. O update para o 8.1 também dá acesso ao Windows 10, que também pode ser instalado sem custo adicional até o fim de julho de 2016. Quem não quiser atualizar estará exposto a diversos riscos.

Normalmente, a Microsoft dá dez anos, ou até mais em casos excepcionais, de suporte aos seus sistemas operacionais. O Windows 8, lançado em 2012, não terá a mesma sorte por causa de uma particularidade da versão 8.1.

O site ZDNet explica que a empresa considera o 8.1, de 2013, um “service pack” do Windows 8, e não um outro sistema operacional. As regras permitem que os usuários adiem por até dois anos a instalação deste pacote de serviços, mas depois disso eles estão por conta própria.

Portanto, se você tem um PC com Windows 8, atualize-o se não quiser ficar vulnerável. O update para a versão 8.1 expande o suporte até 2023. Se quiser ir além e instalar o Windows 10, receberá suporte até 2025. Até mesmo fazer o downgrade para o Windows 7 garante mais tempo de suporte, já que os planos da Microsoft vão até 2020.

Apesar de ser um fracasso comercial e ter participação pífia no mercado em comparação com outras versões do Windows, não é possível negligenciar o Windows 8. Os estudos mais recentes estimam que entre 2% e 3% dos desktops e laptops no mundo rodam a versão 8 do sistema. De um total estimado de 1,5 bilhão de máquinas, isso totalizaria entre 30 milhões e 40 milhões de computadores. Trata-se de um público enorme que deve ficar desprotegido a partir desta terça-feira.

Via ZDNet






Martelo do Thor feito em casa com Arduino só é levantado pelo dono



16/10/2015
(Foto: Reprodução) (Foto: Reprodução)

Você já deve ter assistido a algum filme dos Vingadores ou a algum filme do Thor, o personagem da Marvel. Alguém com muita criatividade e tempo livre decidiu replicar o martelo do personagem fictício, o Mjolnir, de forma que apenas uma pessoa no mundo tem a força para erguê-lo.

Recriar este item mítico não precisou de mais do que um pouco de engenhosidade, conhecimento tecnológico e criatividade. E, claro, eletroimãs.

Ao criar sua réplica do Mjolnir, o canal Sufficiently Advanced do YouTube utilizou um leitor de impressão digital que não fica muito óbvio. Todo o funcionamento é garantido por uma placa Arduino Mini, uma bateria e os imãs.

Quando a pessoa certa coloca o seu dedo sobre o sensor, o eletroímã é desativado. Ao deixar o martelo em cima de alguma placa metálica, a física dá conta do recado, fazendo com que seja quase impossível levantá-lo, a não ser quando o imã é desligado.

Claro que o objeto real não tem as mesmas características mágicas do fictício e, portanto, ele dá brechas para que pessoas mais espertas consigam burlar os sensores com um pouco de sagacidade. No fim do vídeo acima, é possível ver alguém que foi mais esperto que o criador e simplesmente rolou o martelo para fora da placa metálica, onde já não havia mais nenhum impedimento para que o objeto fosse levantado.




FONTE: OLHAR DIGITAL.





P?gs.: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10